Rede de Estágio Curricular e Profissional Supervisionado do Curso de Educação Física da Faculdade da Serra Gaúcha

Por: .

58 Reunião Anual da SBPC

Send to Kindle


INTRODUÇÃO:

O Estágio Supervisionado constitui um processo de transição profissional que procura vincular educação e trabalho proporcionando ao acadêmico a oportunidade de demonstrar habilidades e competências adquiridas ao longo do Curso, sob a supervisão de um profissional da área. O objetivo desse estudo foi analisar os resultados obtidos através da implantação da proposta dos Estágios Curricular e Profissional Supervisionado do Curso de Educação Física da Faculdade da Serra Gaúcha. A proposta metodológica utilizada para a realização do estágio é dinâmica, relacional entre professor, alunos e objetos cognoscíveis, sendo os acadêmicos desafiados com situações-problema da realidade social e do ambiente onde ocorre a Educação Física, os quais são refletidos à luz da Teoria Ecológica, para que façam novas sínteses, ampliando o nível de compreensão da realidade da Educação Física. A proposta de inserção do acadêmico nos diferentes contextos de atuação configura-se em três etapas do Estágio, quais sejam: observação, co-atuação e atuação.

O Modelo Bioecológico assume seu papel enquanto "diretriz" por dispor de um modelo sistêmico, o qual permiti analisar as variações do processo numa função conjunta de atuação das características da pessoa e dos contextos contemplando a dinâmica dos objetivos propostos para a prática.


METODOLOGIA:

O estudo caracterizou-se como uma pesquisa participante, com uma abordagem qualitativa dos dados coletados, na qual os acadêmicos matriculados nas disciplinas de Estágio Curricular e Profissional Supervisionado I, II e III, nos anos de 2004 e 2005 e os professores responsáveis (n=06) pela disciplina foram os participantes. Para a coleta de dados foi utilizado ficha de registro das falas dos participantes do estudo, onde a cada encontro foi discutido a partir da observação, co-atuação e atuação na realidade e a relação teoria e prática evidenciada pelos acadêmicos e pelos professores da instituição formadora e parceira. Os encontros das disciplinas de Estágio Curricular e Profissional Supervisionado I, II e III, aconteceram uma vez por semana na instituição formadora, concomitante com as atividades realizadas nos campos de atuação. Nesses encontros foram realizadas orientações didática e profissional do acadêmico; construção do relatório de estágio; discussão e reflexão sobre a práxis dos profissionais atuantes nas diversas áreas da Educação Física relacionando-as com as teorias-guia da disciplina de Estágio Supervisionado, leituras dirigidas e acompanhamento/encaminhamento de atividades extra-classe.


RESULTADOS:

Como resultados desta proposta, pode-se perceber que no Estágio I, os acadêmicos demonstraram um conjunto de forças motivacionais que instigaram a sua participação em uma gama maior de contextos de desenvolvimento profissional em Educação Física, fazendo com que os mesmos refletissem sobre as ações observadas e realizadas durante a atividade de estágio em seus diferentes momentos. No estágio II, evidenciou-se o comprometimento dos acadêmicos na execução de ações auxiliares que permitiram um engajamento regular em períodos estendidos de tempo e o fortalecimento do relacionamento interpessoal com os gestores e alunos. No Estágio III, o qual ocorreu o processo de atuação, ressaltou-se a efetivação da inserção no contexto e a proficiência da prática, destacando-se a execução de procedimentos pré-estruturados e de iniciativa própria que permitiram a participação no planejamento e intervenção sob a supervisão e orientação da instituição formadora e parceira, demonstrando uma visão integrada dos conteúdos das disciplinas do curso de formação inicial. Com tais resultados firmou-se e idéia de que os conhecimentos, os conceitos e as atitudes, valores que adquiridos durante o curso, foram aplicados na execução de intervenções técnico-profissionais, na identificação das dimensões biodinâmicas, comportamentais e sócio-culturais envolvidas nas intervenções em Educação Física.

CONCLUSÕES:


Conclui-se que essa proposta de estágio, onde o acadêmico deixe de ser um mero cumpridor de horas e as suas vivências sejam refletidas, discutidas nos encontros com os profissionais responsáveis na instituição formadora e nas instituições parceiras permitem e provocam o desenvolvimento de habilidades e competências implícitas adquiridas durante a formação. Assim sendo, as possibilidades apresentadas a esta área ultrapassam espaços tradicionais de atuação do profissional de Educação Física ampliando suas atividades e espaços, podendo ao final da inserção nos contextos da prática, gerar mudanças positivas, tanto nos contextos quanto nas características das pessoas que ali estão inseridas. Tais mudanças influenciam positivamente na cultura dos processos pedagógicos e da prática de atividades físicas.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.