Reduzir o Estereótipo de Sobrepeso Melhora a Aprendizagem Motora em Mulheres

Por: Priscila Lopes Cardozo.

111 páginas. 2014 26/02/2014

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo verificou os efeitos do estereótipo de sobrepeso na aprendizagem de uma tarefa de equilíbrio dinâmico em mulheres. Os participantes, do sexo feminino, foram divididos em dois grupos: AE (ameaça do estereótipo) e AER (ameaça do estereótipo reduzido). A tarefa consistiu em manter uma plataforma de equilíbrio na horizontal, o maior tempo possível, durante as 10 tentativas de prática. Antes da prática, o grupo AE recebeu instruções introduzindo a tarefa como sendo influenciada por diferenças individuais, em que indivíduos com sobrepeso normalmente apresentam piores resultados do que indivíduos sem sobrepeso. Para o grupo AER, as instruções informaram que a tarefa não era influenciada por diferenças individuais. Imediatamente após a prática e anteriormente ao teste de retenção, todos os participantes preencheram um questionário referente ao grau de motivação intrínseca. Os efeitos sobre a aprendizagem foram avaliados um dia após a prática, através de um teste de retenção. Os participantes do grupo AER demonstraram melhor performance e aprendizagem da tarefa, assim como um maior nível de competência percebida, do que o grupo AE. Conclui-se que a aprendizagem de habilidades motoras pode ser afetada pelo uso de instruções designadas a reduzir a ameaça do estereótipo. Os resultados estão de acordo com evidências crescentes que demonstram o impacto de fatores sócio-cognitivos e afetivos sobre a aprendizagem de habilidades motoras. 

Endereço: http://wp.ufpel.edu.br/ppgef/arquivo-de-dissertacoes-2015/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.