Reflexões Acerca do Conceito de Boas Práticas em Educação Física Escolar

Por: Marlon André da Silva.

XVIII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e V Conice - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

As reflexões que constituem este escrito tiveram origem numa experiência de aprendizagem ocorrida por conta da participação do autor como palestrante numa mesa temática no VI Seminário de Pesquisa Qualitativa realizada na ESEF-UFRGS em novembro de 2012, e que trazia como proposta de reflexão “os desafios do estágio na formação inicial em Educação Física” (EF). Discorrer sobre o conceito de boas práticas em EF, assunto vinculado aos meus estudos de pós-graduação (FENSTERSEIFER, SILVA, 2011), foi o desafio proposto pela mesa. Ressalto que essas reflexões constituíram experiência de aprendizagem, principalmente, devido aos questionamentos e debates que tiveram vez após a fala dos integrantes da mesa, e também, pela participação no terceiro momento do seminário, de estudantes em Educação Física da ESEF que relataram suas experiências com a realidade da escola enquanto alunos em situação de estágio supervisionado curricular. Assim, o objetivo central deste escrito é a problematização do conceito de boas práticas em EF escolar a partir de questões como: Quem pode avaliar se determinada prática é boa ou não? Quais os critérios de identificação de boas práticas em EF escolar? Qual o papel da formação inicial em relação à construção de boas práticas em EF? O que cabe ao professor de EF em relação a essa temática? 

Endereço: http://cbce.tempsite.ws/congressos/index.php/conbrace2013/5conice/paper/view/5352

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.