Reflexões Sobre a Atividade do Deficiente Visual no Contexto Escolar

Por: Gerson C. de Farias.

X Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

Foram refletidos nesse ensaio as atividades de Educação Física e Orientação e Mobilidades do aluno portador de deficiência  visual no contexto escolar de Goiânia. A reflexão pretendeu explicar o processo da abordagem histórico-social de VYGOTSKY (1930-1962), no livro A Formação Social da Mente, sua teoria da cognição, entrelaçando dialeti•amenie substratos biológicos a condições sociais, e a forma de como o aluno é modelado pelos Instrumentos que utiliza.° delineamento do trabalho consistiu da análise do processo de transformação do aluno ao longo de sua aprendizagem e desenvolvimento. Ou seja: 1) a transformação de um processo interpessoal (social) num processo intrapessoal; 2) os estágios de internalização; e 3) o papel dos alunos mais experientes. A conclusão dessas análises demonstram que as funções mentais superiores, como afirma VYGOTSKY ( 1930 - 1962 ), são socialmente formadas e culturalmente transmitidas pela experiência (aprendizagem ), no decorrer da evolução (desenvolvimento). Assim, a Educação Física e Orientação e Mobilidade contribuem para formação cultural do portador de deficiência.

Endereço: http://congressos.cbce.org.br/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.