Reformas, Educação Física e a Farsa Política

Por: .

Blog do José Cruz - 2016

Send to Kindle


A reforma no currículo escolar, anunciada ontem em duas versões, a segunda corrigindo a primeira, é o mais recente motivo para desavenças entre "mortadelas e coxinhas", ambos esquecendo a farsa política por trás desta ilusória disputa, enquanto minam amizades de anos.

Sejamos sinceros, não tivesse o governo mencionado "educação física", e a "reforma" passaria batido por muitos. E, na prática, o que temos de EF na atualidade? uma farsa! - que não é de hoje, mas de décadas! Discute-se sobre a prática de EF sem que a escola tenha a mínima condição, espaço, material e professores, para tanto. Em raríssimas escolas públicas praticam futebol e handebol como se isso fosse EF.

Mais adiante nessa discussão, lembro q a Constituição diz em seu art. 217 q o dinheiro público para o esporte deve ser aplicado "prioritariamente no desporto escolar". No governo FHC não tivemos isso. No governo PT, a partir de 2003,a opção foi pelo alto rendimento, até atingirmos a meta de recebermos os Jogos, Copas etc. Tivemos aqui os Jogos Mundiais Escolares, em Brasília. Alguém sabe algo sobre isso? O que ficou de legado para o desporto escolar nacional?

O ex-ministro do Esporte, Ricardo Leyser, orgulha-se de ter implantado/reformado mais de 20 pistas de atletismo no pais. Moderníssimas!!! E daí? que programa existe para ocupar estes espaços? quantos técnicos de atletismo temos no país? de fundo, meio fundo, longa distância, saltos, arremessos, lançamentos etc? temos isso? Quem fará a manutenção/conservação destes espaços?

Enquanto isso, a maravilhosa pista do estádio Célio de Barros, no Rio, foi DESTRUÍDA!!!! transformada em estacionamento da luxuosa frota da FIFA durante a Copa! Destruíram um local onde mais de 100 pessoas, a maioria crianças e adolescentes, treinavam diariamente! Coxinhas e mortadelas SILENCIARAM!!! ninguém gritou ou se mobilizou para evitar aquela agressão ao patrimônio histórico que era o Célio de Barros. Destruíram da mesma forma que destruíram o velódromo dos Jogos Pan Americanos, para construir outro.

Qual o custo aos cofres públicos dessas demolições e qual o prejuízo para os atletas em formação, principalmente?

Mais farsa: 
Em Brasília, há escolas que estão sem aulas de matemática, física, geografia, enfim, porque FALTAM PROFESSORES!!!! e estamos brigando se EF deve estar no programa! Há escolas que ainda em julho passado não tinham o elementar livro escolar!!!

A Escola, histórico ambiente de ensino e cultura, que abre as portas para a juventude ir ao encontro do mundo tem, ironicamente, muros de segurança, separando o seu ambiente interno do mundo externo, isolando a convivência dos jovens com a sociedade, isolando o social, porque a ameaça das drogas está, atrativa, logo ali do outro lado.

E quem discute sobre isso? que grupos foram às comissões de Educação da Câmara e do Senado, das assembleias legislativas discutir sobre a "reforma", que está há mais de dois anos em debate? Então, Amigos, não sejamos hipócritas.

"O buraco é mais embaixo", dizia Vinícius, assim como esta discussão. A "reforma" é de mentirinha, porque não está num contexto maior de VALORIZAÇÃO DO ENSINO E DA EXPANSÃO DA CULTURA. Assim como no esporte, também na educação, há muito, estamos sem rumos. Tão sem rumo que os professores ainda fazem greves por melhores salários... Param para reclamar o pagamento do salário em dia e integral, e não em prestações, como está se tornando rotina, Brasil afora.

A reforma, enfim, do Ensino e outros setores, não pode ser partidarizada. Não pode ser dividida em discussões de elites de ontem e as de hoje. Chamem os professores e os alunos. Eles sabem onde está apertando o sapato.

29/set/2016

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.