Relação Entre a Competência Motora Percebida Geral, o Gênero, a Competência Motora Percebida Específica à Tarefa e a Competência Motora Real de Crianças

Por: Glauber Carvalho Nobre, Nadia Cristina Valentini e .

Revista da Educação Física - UEM - v.27 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo


O Objetivo deste estudo foi investigar as relações entre a competência motora percebida geral (CMPG), a competência motora específica à tarefa (CMPET), a competência motora real (CMR), e o gênero de crianças. Participaram do estudo 75 crianças, de ambos os gêneros, com nove e dez anos de idades. A CMPG foi avaliada pela “Self-Perception Profile for Children". Uma escala desenvolvida pelos autores e preliminarmente validada foi utilizada para avaliação da CMPET. A CMR foi avaliada pelo Test of Gross Motor Development – 2. Os resultados indicam que independentemente do gênero, a maioria das crianças, percebeu-se moderadamente competente e reportou realizar as habilidades motoras com pouca ou sem dificuldade. As correlações foram fracas e não significativas entre a CMPG, a CMPET e a CMR na maioria das habilidades. Conclui-se que: não houve relação entre a maneira pela qual a criança avalia e a sua própria competência motora na maioria das habilidades em ambos os gêneros. Possivelmente crianças se utilizam de outros parâmetros, sem considerar a própria proficiência em habilidades motoras fundamentais para julgar suas competências.
 

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/28066

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.