Relação Entre Aumento da Flexibilidade e Facilitações na Execução de Ações Cotidianas em Adultos Participantes de Programa de Exercício Supervisionado

Por: Carla Werlang Coelho e .

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.2 - n.1 - 2000

Send to Kindle


Resumo

Este estudo objetivou relacionar ganhos de flexibilidade decorrentes da participação em programa de exercício supervisionado (PES) com eventuais facilitações na execução de ações cotidianas em adultos. Vinte indivíduos, a maioria coronariopatas, com idade de 58 ± 9 anos, que estavam freqüentando um PES, foram selecionados intencionalmente. Para a avaliação da flexibilidade utilizou-se o Flexiteste. Em adendo, os indivíduos responderam um questionário com 11 perguntas para avaliar subjetivamente, a facilidade e/ou dificuldade de realizar ações cotidianas, no início do PES e no momento em que estavam respondendo o questionário. Após o PES, houve ganhos na facilidade de execução das 11 ações, na flexibilidade global passiva e em seis movimentos individuais do Flexiteste (p<0,05). Há correlação significativa entre as diferenças das respostas ao questionário e as variações na flexibilidade global (r=0,45; p<0,04). Existe relação inversa entre as variações de peso e de flexibilidade (r=-0,66; p<0,05). Concluiu-se que a facilitação na realização de ações cotidianas, após um período de PES, está associada a uma melhoria da flexibilidade global. Aumentos na flexibilidade global estão associados com uma redução de peso corporal. Estes resultados podem possuir implicações para a individualização do treinamento da flexibilidade, em um programa de exercício voltado à promoção da saúde.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/3943

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.