Relação Entre Força Dinâmica Máxima de Membros Inferiores e o Equilíbrio Corporal em Praticantes de Musculação

Por: Ariane Martins, Clarissa Stefani Teixeira, Érico Felden Pereira e Sara Teresinha Corazza Kroth.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.12 - n.5 - 2010

Send to Kindle


Resumo

A relação entre força e equilíbrio apresenta resultados controversos e possui implicações diretas na prática de prescrição de exercícios. O objetivo do estudo foi investigar e relação entre a força dinâmica máxima (FDM) de membros inferiores e os equilíbrios estáticos e dinâmicos. Participaram do estudo 60 indivíduos, de 18 a 24 anos, praticantes de musculação. Para avaliação da FDM foi utilizado o teste de 1 Repetição Máxima (1RM) para dois aparelhos: leg press e extensão de joelhos. Foram aplicados testes motores para avaliar os equilíbrios estáticos e dinâmicos. Massa corporal, estatura e tempo de prática foram controlados. As associações entre as variáveis foram analisadas por meio de testes de correlação e análises de regressão linear. Os resultados indicaram correlações significativas entre força e equilíbrio estático apenas para o gênero feminino (p=0,038). Para o gênero masculino, observou-se correlação significa entre a massa corporal e o equilíbrio estático (p=0,045). A capacidade explicativa da FDM e do tempo de prática na musculação para o desempenho nos testes de equilíbrio foram baixas: 13% para o equilíbrio estático no gênero masculino e de 18% e 17%, para o estático e o dinâmico, no gênero feminino. Em conclusão a FDM de membros inferiores apresentou baixa capacidade preditiva para desempenho nos equilíbrios estático e dinâmico, principalmente, para os homens.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/11810

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.