Relação Entre a Força dos Músculos Rotadores do Ombro e a Capacidade de Ativação do Músculo Transverso Abdominal em Atletas de Handebol

Por: Baldomero Antonio Kato da Silva, Carlos Augusto Alves Costa, Caruline Rodrigues Alvarenga, Cristiano Sales da Silva, Fuad Ahmad Hazime e Vinícius Saura Cardoso.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.36 - n.3 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Relacionou-se a força isométrica dos rotadores do ombro e a capacidade de ativação do músculo transverso abdominal (TrA) entre 15 atletas de handebol e 15 universitários (22 ± 1,64 anos), distribuídos entre GA e GC. Todos foram submetidos às avaliações da capacidade de ativação do TrA por meio da unidade de biofeedback de pressão e da capacidade de ativação dos mm rotadores internos (RI) e externos (RE) do ombro pelo break test por meio do Esfigmomanômetro Modificado. Resultados mostraram significativa a correlação entre a força de RE e o TrA no GA (r = 0,68; p = 0,005). Houve diferenças significativas entre GA e GC para ativação do TrA, RI e RE (p < 0,05). Conclui-se que a prática de handebol melhora a ativação do TrA proporcionalmente à magnitude da ativação dos RE.

Endereço: http://rbceonline.org.br/pt/relacao-entre-forca-dos-musculos/articulo/90355685/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.