Relação Entre índice de Massa Corporal e Coordenação Motora em Indivíduos com Síndrome de Down

Por: Jacqueline Martins Patatas.

III Congresso de Ciência do Desporto

Send to Kindle


Introdução: Crianças e adolescentes vem apresentando um comportamento sedentário,o que pode vir a ter implicações nos níveis de coordenação motora (CM) e no aumento da prevalência de sobrepeso e obesidade. Objetivo: Verificar a relação entre o nível de coordenação motora e o índice de massa corporal (IMC) de indivíduos com síndrome de down (SD) vinculados à APAE-Campinas.

Metodologia: A amostra foi composta por 15 sujeitos com síndrome de down com idade média de 11,8±2,1 anos, sendo 9 do sexo masculino e 6 do sexo feminino. Para avaliar a CM utilizou-se a bateria de Teste de Coordenação Corporal para Crianças (KTK) proposto por Kiphard e Schilling (1974). Para a avaliação da composição corporal foram mensuradas massa através de balança eletrônica Filizola e classificada de acordo com o protocolo de Cole et al. (2000) e estatura através do estadiômetro de madeira. Posteriormente foi calculado o índice de massa corporal (IMC). Quanto ao tratamento dos dados, foi feita uma análise descritiva e teste de normalidade, foram realizados o teste t student, correlação de Pearson e análise de regressão linear múltipla (stepwise). Para todas as análises utilizou-se SPSS 13.0 e p < 0,05.

Resultados: Observou-se que não houve diferença estatística significava entre os sexos para as todas as variáveis (peso, estatura e IMC) exceto para a coordenação motora, onde os meninos apresentaram valores superiores em todas as tarefas da bateria KTK. Os valores estatisticamente significativos de correlação entre IMC e coordenação motora foram de r=-0,51. Quando analisados os testes separadamente não foram observados índices de correlação significativos, variando de r=-0,38 (equilíbrio na trave), r=-0,41 (saltos monopedais), r=-0,43 (saltos laterais) e r=- 0,51 (transferência de plataformas). Já o r2 obtido através da regressão linear múltipla demonstrou valores de 0,21 entre IMC e CM.

Conclusão: Os meninos apresentam maiores níveis de coordenação motora quando comparados com as meninas e o mesmo foi influenciado negativamente pelo IMC. Masculino Feminino Total Idade 11,7±1,6 12,6±1,7 12,1±1,7 Estatura (cm) 134,6±13 134,8±6,6 134,7±10,4 Peso (kg) 41,2±14,7 47,9±9,7 44,1±12,8 IMC 21,7±4,3 25,8±5,2 23,5±5 KTK 57,3±1,3* 44,5±3,1* 51,8±10 Equilíbrio na trave 40,7±9,6 32,1±5,1 37±8,9 Saltos monopedais 39,6±7,2 25,1±9,4 33,4±14,3 Saltos laterais 41±9,5* 17,8±6,6* 31±14,4 Transferência de plataformas 39,5±7,2* 30,5±2,8* 35,6±7,2 Tabela 1. Médias e desvios padrão das variáveis divididas por sexo. *p<0,05

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.