Relação Entre Nível de Atividade Física e Indicadores de Qualidade de Vida de Trabalhadores da Administração Pública Federal

Por: Pedro Paulo de Morais.

0 páginas. 2002

Send to Kindle


Resumo

Trata-se de estudo exploratório em que as relações entre o nível ,de atividade física habitual e os indicadores de qualidade de vida de 301 ,trabalhadores da Administração Pública Federal que exercem funções de ,nível superior, intermediário e de prestação de serviços em órgãos do ,poder executivo, legislativo e judiciário com sede em Brasília – DF foram ,investigadas com os seguintes objetivos: 1) descrever as principais ,características do nível de atividade física habitual (freqüênciaintensidade, duração, gasto energético e tipo de atividade); 2) descrever ,indicadores de qualidade de vida e 3) estabelecer as relações entre as ,características do nível de atividade física habitual e as características do ,nível de qualidade de vida considerando o conjunto total dos indivíduos ,da amostra e seus respectivos subconjuntos. Os instrumentos de ,pesquisa utilizados foram o questionário internacional de atividade física ,(IPAQ), desenvolvido por especialistas do grupo internacional para ,consenso em medidas da atividade física, constituído sob a chancela da ,Organização Mundial da Saúde (OMS), o questionário de avaliação de ,qualidade de vida (WHOQOL-BREF), desenvolvido pelo grupo de ,estudos em qualidade de vida da Organização Mundial de Saúde e uma ,ficha de informações sobre o respondente em que constam, além dos ,dados de identificação pessoal, informações relevantes para o estudo ,sobre renda, ocupação profissional, nível de escolaridade, meios de ,transporte, condições de segurança, alimentação, disponibilidade de ,tempo e espaço para prática de atividades de lazer. Verificou-se, por ,meio da técnica estatística de análise de regressão múltipla, que o gasto ,energético semanal dos sujeitos pesquisados pode ser explicado em ,51% pela escolaridade, idade, renda, meio ambiente e pelo gasto ,energético em atividades físicas de lazer. Testes não paramétricos ,identificaram, por um lado, que o gasto energético semanal dos ,prestadores de serviço é significativamente maior que o das demais ,categorias, e, por outro, que os escores médios relativos ao nível de ,qualidade de vida dos trabalhadores de nível superior e intermediário éem geral, significativamente maior que aqueles verificados entre os ,prestadores de serviço. Concluiu-se que os dados apontam para uma ,correlação negativa entre o nível de atividade física habitual e o nível de ,qualidade de vida dos trabalhadores pesquisados, indicando que a ,maiores padrões de qualidade de vida associaram-se menores padrões ,de atividade física habitual.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=1163&listaDetalhes%5B%5D=1163&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.