Relação da Pressão Arterial com Indicadores de Composição Corporal em Crianças e Adolescentes

Por: Elisabete de Marco Ornelas.

2009 23/12/2009

Send to Kindle


Resumo

A obesidade é uma doença universal de prevalência crescente e que, atualmente, assume caráter epidemiológico, como principal problema de saúde pública na sociedade contemporânea. É uma doença multifatorial, decorrente da sobreposição de fatores genéticos, comportamentais e ambientais e pode se iniciar em qualquer idade. A obesidade infantil traz sérias implicações para a saúde na vida adulta, principalmente ao nível das chamadas doenças crônicas-degenerativas, sobretudo, o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. O objetivo do presente estudo foi identificar indicadores de composição corporal e sua relação com alteração da pressão arterial segundo os efeitos do gênero, em crianças e adolescentes de 6 a 18 anos de uma escola privada da cidade de São Paulo. Participaram do estudo 1.050 escolares (556 meninos e 494 meninas) que foram separados por faixa etária: 6 a 9 anos de idade (Escolares), de 10 a 14 anos de idade ( Pré-Adolescentes) e de 15 a 18 anos de idade (Adolescentes) submetidos a medidas do índice de massa corpórea (IMC), percentual de gordura, circunferência da cintura (CC), relação cintura-quadril (RCQ) e pressão arterial (PA). A maior prevalência de sobrepeso foi observada no grupo pré-adolescente, em meninos (21%) e meninas (24 %). A prevalência de obesidade foi maior no grupo escolar, em meninos (38%) e meninas (22%). A análise da composição corporal demonstrou alta predominância de adiposidade acima de valores normais em meninos e meninas em fase escolar (34% e 22%), pré-adolescente (49% e 46%) e adolescente (47% e 52%, respectivamente). A análise da PA sistólica demonstrou pré hipertensão em 2,8% das meninas e 5,9% dos meninos e hipertensão em 4,0% das meninas e 7,9% dos meninos. Observou-se maior prevalência de PAS no gênero masculino. Na análise de correlação de Pearson a CC, % de gordura e o IMC correlacionaram-se significativamente com PAS e PAD tanto para o gênero feminino quanto para o gênero masculino. Além disso, a análise de regressão demonstrou que dentre todos os indicadores utilizados, a circunferência da cintura foi o indicador que apresentou maior correlação com a pressão arterial. Tais dados sugerem que crianças do gênero masculino apresentam maior risco de desenvolver hipertensão na vida adulta, e o uso da medida da CC pode ser uma importante ferramenta clínica para prevenir a doença cardiovascular na fase adulta.

Endereço: http://www.usjt.br/biblioteca/mono_disser/mono_diss/2010_121_ornelas.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.