Relações Entre Estatura e Diâmetros ósseos Durante o Crescimento em Escolares do Município do Rio de Janeiro

Por: álvaro Quelhas, Eduardo Meirelles, Moacyr A. Silva, Sérgio G. Costa, Simone Schlosser e Valéria Martins Suhet.

I Congresso internacional de Educação Física de Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A estatura é utilizada normalmente na avaliação do crescimento físico e também empregada na medida indireta do estado nutricional. Os diâmetros ósseos são frequentemente usados na estimativa do peso ósseo (VON DOBELN, 1959), densidade corporal (BOILEAU ET AL, 1931), massa corporal magra (BEHNKE & WILMORE, 1974), conteúdo mineral ósseo (LOHMAN ET AL, 1984) e na avaliação do desempenho motor (MEIRELLES & ANJOS, 1989). Os objetivos desse estudo foram avaliaras alterações nos diâmetros ósseos com o crescimento e verificar a correlação entre a estrutura e os diâmetros ósseos em crianças de ambos os sexos. Foram avaliados 216 escolares, 116 meninos e 100 meninas, de 8 a 12 anos, utilizando-se o cálculo da idade centesimal para distribuição das crianças por faixas etárias. Foram mensurados os diâmetros bi-estiloidal, bi-epicondiliano, bi-condiliano e bi-maleolar assim como a estatura. Analisando as diferenças: entre sexos, observamos que os meninos apresentaram valores superiores e quase sempre significativos nos diâmetros bi-condiliano e bi-maleolar em todas as idades. Quanto ao crescimento, os incrementos na estrutura foram significativos nos meninos dos 8 para os 9 anos e 9 para 10 anos e nas meninas dos 9 para os 10 anos e 10 para os 11 anos. Nos meninos e meninas da mesma forma que no grupo como um todo, as correlações entre estatura e diâmetros bi-estiloidal, bi-epicondiliano, bicondiliano e bi-maleolar foram altas e moderadas, sendo quase sempre significativas. É possível que os diâmetros ósseos ofereçam uma análise mais detalhada do crescimento físico. Sua importância para o desenvolvimento motor e aptidão física está sendo estudada pelos autores nessa comunidade. Além disso, sua utilização pode ser de grande valor na estimativa da massa corporal magra e gordura corporal em escolares (LOHMAN, 1987).
*Apoio financeiro - CNPq

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.