Representação Corporal das Crianças e Adolescentes em Situação de Rua

Por: Angelita Alice Jaeger.

Kinesis - n.24 - 2001

Send to Kindle


Resumo

Esta investigação procurou analisar a representação corporal apresentada pelas crianças e adolescente em situação de rua de Santa Maria. RS, identificando e analisando sua fachada pessoal, bem como os valores orientadores desta representação. Para tanto utilizou-se a observação participante, entrevistas e declarações espontâneas registradas em anotações de campo, realizadas junto aos grupos que se encontravam na praça Saldanha Marinho, do centro da cidade, e/ou freqüentavam o Projeto Escola Aberta. Também foram realizadas algumas entrevistas com os professores da Escola Aberta. A representação corporal destas crianças e adolescentes é baseada na valorização do corpo utilitário, enquanto meio de buscar a sobrevivência, evidenciando uma representação fundamentada na própria vivência corporal. Sua fachada pessoal demonstra uma aparência de descaso corporal acompanhado de uma linguagem que utiliza gírias, evidenciando um comportamento de malandro. Sua movimentação é intensa, com gestos amplos e códigos de linguagem corporal. Os valores orientadores da sua representação corporal se fundamentam na ludicidade, trabalho e agressividade, adquiridos e internalizados num processo de socialização familiar e reorganizados de acordo com as novas exigências manifestas nos espaços da rua, configurando assim, a sua cultura.

Endereço: http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/kinesis/article/view/8030

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.