Representações Femininas em Festas Dançantes em Aracaju no Início do Século Xx: Educação e Sociabilidade

Por: e Marlaine Lopes de Almeida.

Movimento - v.23 - n.3 - 2017

Send to Kindle


Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar como a educação constituiu-se em um elemento de sociabilidade e condição de acesso do público feminino aos clubes dançantes em Aracaju no início do século XX. O estudo tem como base os pressupostos teóricos e metodológicos da Nova História. Para a fundamentação teórica, nos valemos da categoria de Representação de Roger Chartier (1990) e do conceito de Elites Culturais de Sirinelli (1997). O estudo nos permitiu compreender o uso que as mulheres fizeram da sua formação para frequentarem espaços de sociabilidade, como os bailes dançantes, lugares dotados de significados, ambientes pensados e projetados para constituir momentos de lazer, entretenimento e expressividade cultural e intelectual para algumas mulheres em Aracaju nas primeiras décadas do século XX.

Endereço: http://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/71966

Ver Arquivo (PDF)

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.