Representações Sociais de Jornalistas Argentinos e Brasileiros Sobre Maradona e Romário

Por: Carlos Henrique de Vasconcellos Ribeiro, Esteban Barcelona, Nilda Tevês Ferreira e Sebastião Josué Votre.

Movimento - v.18 - n.2 - 2012

Send to Kindle


Resumo

Esta tese analisa representações sociais de jornalistas argentinos e brasileiros sobre Maradona e Romário, em matérias publicadas após o jogo em homenagem ao primeiro, e após o milésimo gol do segundo. O corpus argentino de análise é constituído por 12 notícias de diferentes mídias impressas. O brasileiro, de 34 notícias. A análise das notícias resultou em cinco categorias de consenso sobre ambos os homenageados: origem social, desempenho profissional, características pessoais, vínculo com os torcedores e trascendência. Os dissensos estão associados a fatos pontuais, na carreira de cada um dos atletas. A análise do conteúdo das representações sobre Maradona permitem associá-lo ao gaucho argentino Martín Fierro. Quanto a Romário, sobressai o mulato de Gilberto Freyre, que passa do mucambo ao sobrado.

Endereço: http://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/24278

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.