Reprodutibilidade Inter e Intradias do Power Control em Um Teste de Potência Muscular

Por: Fabrício Miranda Ribeiro e .

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.12 - n.5 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi determinar a reprodutibilidade de um instrumento de medida da potência muscular (PM), o Power Control TechnoGym@, através de um teste de PM. Foram avaliadas 15 mulheres (26,2 ± 1,9 anos) experientes em treinamento de força em dois exercícios, a remada sentada e a puxada aberta pela frente no pulley alto, através do teste de 1RM. Foram determinadas a carga máxima e a carga que gerou a potência máxima em cada exercício. Após a obtenção da carga que gerou potência máxima, os indivíduos passaram por três dias de testes em que se buscou verificar a reprodutibilidade inter e intradias das potências geradas. Utilizou-se a ANOVA para medidas repetidas na comparação dos resultados da PM para a carga individualizada e o post-hoc de Bonferroni para especificar quais medidas diferiam entre si, com o nível de significância adotado de 5%. Não foram encontradas diferenças significativas entre as medidas inter e intradias, respectivamente, na remada sentada (p = 0,991; p = 1,000) e puxada aberta pela frente no pulley alto (p = 0,607; p = 1,000). Pode-se verificar que, para um simples teste de PM, o Power Control TechnoGym@ apresenta-se como um instrumento útil e fidedigno na utilização de cargas na PM.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v12n5/06.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.