Reservas Hepáticas e Musculares de Glicogênio de Ratos Tratados com Metformina e Submetidos Ao Exercício Agudo Por Natação

Por: Carlos Alberto da Silva, Fabio Marcos Abreu, Marcos Almeida Marques, Nataly Mendes Silva, Rodrigo Dias, Ronaldo Julio Baganha e Vítor Alexandre Pezolato.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.31 - n.2 - 2017

Send to Kindle


Resumo

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento das reservas glicogênicas de ratos, submetidos a uma condição de exercício agudo (50 minutos de natação na intensidade leve), após o tratamento com metformina. Quarenta ratos Wistar (180-200g) adultos foram divididos em quatro grupos (tratados ou não por quinze dias) e assim representados: Controle; Exercício agudo por natação (realizaram uma sessão de natação, sendo 50 minutos na intensidade leve); Tratado com metformina (receberam o fármaco metformina na dosagem de 1,4 mg/ml, durante o período experimental; Tratados com metformina e submetidos a condição exercício agudo por natação (receberam o fármaco metformina na dosagem de 1,4 mg/ml e realizaram uma sessão de natação, sendo 50 minutos na intensidade leve). O exercício agudo diminuiu as reservas glicogênicas, já os animais tratados com metformina, apresentaram um aumento em suas reservas glicogênicas musculares e hepáticas em relação ao grupo que realizou o exercício sem suplementação (p0,05). O tratamento com metformina promoveu melhora nas condições energéticas e menor resposta ao estresse, sugerindo ser uma importante ferramenta farmacológica para a potencialização da performance.

Endereço: http://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/147541

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.