Resposta Ambulatorial da Pressão Arterial em Hipertensos com e Sem Hipotensão Clínica Após Exercício Aeróbio Agudo

Por: Ana Cristina de Oliveira Marques Silvestre.

2012 19/06/2012

Send to Kindle


Resumo

A hipotensão pós-exercício (HPE) é em uma redução prolongada da pressão arterial (PA) em repouso nos minutos e horas após o exercício agudo. Observa-se que alguns indivíduos hipertensos não se beneficiam da hipotensão obtida minutos após o exercício, mas, a respeito desta resposta ambulatorial, são necessárias maiores investigações. Como objetivo avaliou-se a resposta de uma sessão de exercício aeróbio na PA dos períodos de 24 horas, vigília e sono, no descenso noturno e na ascensão matutina em hipertensos que não apresentam HPE clínica. A amostra foi de 16 sujeitos (4 homens e 12 mulheres) hipertensos medicados, alocados nos grupos com HPE (CHPE; 54±1 anos) e sem HPE (SHPE; 50±3 anos). Realizou-se, aleatoriamente, uma sessão exercício aeróbio durante 45 minutos (50-70% FCmáx) em esteira ergométrica; e uma sessão controle, substituindo-se o exercício por 45 minutos em posição ortostática. A MAPA analisou a PA e frequência cardíaca (FC) de pulso durante 24 horas. Testes de Shapiro-Wilk e Levene avaliaram a normalidade e homogeneidade dos dados, respectivamente. Teste t de Student não pareado comparou os grupos, e pareado comparou as sessões quanto às características iniciais da amostra. O teste ANOVA de dois caminhos para medidas repetidas analisou alterações das variáveis PAS, PAM, PAD e FC nos períodos de 24 horas, vigília e sono, e para as diferenças encontradas utilizou-se Post hoc de Newman-Keuls. O grupo CHPE em relação ao grupo SHPE apresentou menores valores nos períodos de 24 horas para a PAM (90 ± 2 versus 97 ± 3 mmHg; p<0,013) e para a PAD (70± 2 versus 80± 3 mmHg; p<0,01); na vigília para PAM (93 ± 2 versus 99 mmHg ± 3) e PAD (73 ± 2 versus 82 ± 3 mmHg; p=<0,01); no sono para PAM (85 ± 2 versus 93 ± 2 mmHg; p<0,01) e PAD (64 ± 1 versus 76 ± 2 mmHg; p=<0,01). O descenso noturno da PAD foi diferente entre as sessões controle x exercício no grupo SHPE (12% versus 7%, p=0,01), e entre os grupos CHPE x SHPE na sessão exercício (13% versus 7%, p=0,04). Concluiu-se que o grupo CHPE apresentou maiores valores de HPE ambulatorial do que o grupo SHPE para PAM e PAD. O grupo CHPE aumentou e o SHPE diminuiu o descenso noturno da PAD após o exercício. Não houve diferenças significativas entre sessões e nem entre grupos para a ascensão matutina.   
 

Endereço: http://w2.atrio.scire.net.br/upe-papgef/pub/ThesisViewAll.do?method=viewAll&id=82

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.