Respostas Agudas do Duplo Produto e da Percepção Subjetiva de Esforço em Protocolos de Ciclismo: Indoor e Aquático

Por: Ana Cristina Barreto, Andrea Ferreira, Grace Barros de Sá, Nádia Lima da Silva e Roxana Macedo Brasil.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.17 - n.2 - 2009

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Alguns estudos demonstram diferenças nas respostas hemodinâmicas agudas e na Percepção Subjetiva de Esforço (PSE) entre exercícios realizados nos meios: aquático e terrestre. Objetivo: O objetivo deste estudo foi comparar as respostas agudas do Duplo Produto (DP) e da PSE entre um protocolo de ciclismo indoor (CI) e aquático (CA). Métodos: Foram analisados 10 homens (25,40?4,67 anos; 178,80?3,62 cm; 81,09?8,08 kg; 14,03?6,11 %G; 25,33?2,01 IMC), durante um protocolo de ciclismo de 30 minutos, divididos em seis estágios com diferentes intensidades, realizado em ambos os meios. Todas as variáveis foram verificadas antes do início do teste, em estado de repouso. A Freqüência Cardíaca (FC) foi aferida por um frequencímetro (Polar, A1, Finlândia). O DP foi mensurado a cada 5 minutos, calculado através do produto da FC pela Pressão Arterial Sistólica (PAS). A PAS foi mensurada através de método auscultatório por um esfigmomanômetro (Tycos, CE0050, EUA) e um estetoscópio (Littman, EUA). A cadência do ciclo de movimento foi controlada por um metrônomo (Yamaha, QT-1, EUA). Foi realizada análise descritiva, análise de variância (two-way ANOVA), o teste post-hoc de TuKey e teste de Kruskal-Wallis para dados não-paramétricos, foi considerado p

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/1039

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.