Respostas Cardiovasculares Agudas no Treinamento de Força Conduzido em Exercícios Para Grandes e Pequenos Grupamentos Musculares

Por: Welton D´Assunção.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.13 - n.2 - 2007

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar o comportamento da pressão arterial sistólica (PAS), diastólica (PAD), freqüência cardíaca (FC) e duplo produto (DP) durante a execução unilateral de três séries de 10RM em dois exercícios envolvendo grupamentos musculares distintos. Participaram 18 homens normotensos (22,4 ± 2,7 anos; 76,2 ± 9,8kg; 175,4 ± 6,0cm) experientes em exercícios resistidos. Os voluntários foram submetidos ao procedimento experimental em quatro dias não consecutivos. No primeiro dia, aplicaram-se testes de 10RM nos exercícios rosca bíceps com haltere (RB) e cadeira extensora (CE). Após 48 horas, foi realizado um reteste de 10RM. Posteriormente à obtenção das cargas, realizaram-se três séries de 10RM nos exercícios selecionados. O ritmo de execução das séries em ambos os exercícios foi controlado por um metrônomo, estabelecendo-se um tempo de dois segundos para cada uma das fases excêntrica e concêntrica. A FC foi aferida por cardiofreqüencímetro e a PAS e PAD, pelo método auscultatório. A ANOVA de duas entradas com medidas repetidas, seguida do teste post-hoc de Tukey, não encontrou diferenças (p > 0,05) entre as respostas cardiovasculares nos diferentes exercícios. Contudo, verificaram-se diferenças significativas (p < 0,05) para PAS intra-exercícios. Dessa forma, ao menos no presente estudo, a massa muscular envolvida nos exercícios de força não influenciou as respostas cardiovasculares agudas em normotensos treinados.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v13n2/10.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.