Respostas da Frequência Cardíaca e da Percepção Subjetiva de Esforço a Um Protocolo de Velocidade Incremental em Dinamometria Para Cadeiras de Rodas

Por: Afonso Augusto Guimarães Bione, Filipe de Freitas Lima, Jorge Luiz de Brito Gomes, Lúcia Inês Guedes Leite de Oliveira, , Raphael Jose Perrier Melo, Saulo Fernandes Melo de Oliveira e Williams Rodrigues.

Revista da Educação Física - UEM - v.28 - n.1 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Para verificar as respostas cardíacas e perceptivas a um protocolo de incremental no dinamômetro para cadeiras de rodas, oito voluntários foram selecionados intencionalmente, e avaliados numa sessão experimental usando um dinamômetro compacto para cadeiras de rodas. Uma cadeira de rodas padronizada foi utilizada por todos os participantes. Após período de familiarização, realizou-se um protocolo progressivo, com incremento de velocidade de 5% por minuto. A frequência cardíaca (FC) e a percepção subjetiva de esforço (PSE, 6-20) foram medidas ao final de cada minuto. A FC no estágio 8 foi maior em comparação aos estágios 1 e 2. A PSE diferenciou-se nos primeiros 5 estágios. Verificou-se alta correlação entre a FP e a FC (r=0,93; p=0.0006), e entre a FC e a PSE (r=0,98; p<0.0001). Concluiu-se que o equipamento possui especificidade para avaliações de variáveis cinéticas e cinemáticas do movimento em cadeiras de rodas, em detrimento das variáveis cardíacas.

 

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/32383/18402

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.