Respostas Fisiológicas Agudas do Futebol Recreacional em Mulheres Adultas Não Treinadas

Por: Fábio Yuzo Nakamura, Fernando Diefenthaeler, Jaelson Gonçalves Ortiz, Juliano Fernandes da Silva, Luiz Guilherme Antonacci Guglielmo e Vinicius Milanez.

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - v.18 - n.4 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Os objetivos deste estudo foram verificar o perfil fisiológico e o padrão de atividade de jogos reduzidos (7x7 e 8x8) e se os mesmos podem ser utilizados como atividade promotora da ap- tidão física em mulheres não treinadas. Vinte e três mulheres (28,9 ± 3,5 anos, 165,1 ± 5,7 cm, 62,1 ± 8,7 kg, 26,6 ± 5,0 %G, 22,8 ± 2,8 kg/m2) participaram deste estudo. Foram monitorados quatro jogos, sendo dois em cada formato. A frequência cardíaca (FC) foi registrada durante as partidas e amostras de sangue foram coletadas após cada período dos jogos. O perfil de atividade foi mensurado por Global Positioning System (GPS) em uma sessão de cada formato. Os valores percentuais da frequência cardíaca máxima (%FCmax) durante o primeiro (T1) e o segundo tempo (T2) do jogo nos formatos 7x7 e 8x8 foram de 90,2 ± 4,0% vs. 89,5 ± 4,2% e de 90,6 ± 3,2% vs. 90,9 ± 3,6%, respectivamente. Na maior parte do tempo, em ambos os formatos de jogo, as jogadoras permaneceram na intensidade referente ao domínio severo (69% vs. 74%, res- pectivamente). As distâncias totais percorridas em ambos formatos de jogos não apresentaram diferenças significativas (3363,7 ± 489,6 m vs. 3340,6 ± 487,2 m, para 7x7 e 8x8 respectiva- mente, p=0,47). No entanto, foi observada diferença significativa para distância percorrida entre T1 e T2 do jogo 7x7 (1881,7 ± 251,4 m vs. 1481,9 ± 426,0 m, p=0,02). Conclui-se que jogos de futebol recreacional realizados nos formatos 7x7 e 8x8 podem ser potencialmente utilizados como atividade promotora da aptidão física em mulheres não treinadas.
 

Endereço: http://www.sbafs.org.br/revista/artigos.php?id_revista=74

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.