Respostas Musculares à Realização de Ações Excêntricas em Diferentes Velocidades e Sua Influência no Efeito da Carga Repetida

Por: Renato Barroso da Silva.

2007 04/12/2007

Send to Kindle


Resumo

A realização de uma sessão com ações excêntricas provoca dano na estrutura muscular. Durante o processo de recuperação, essa estrutura sofre adaptações que a protegem da ocorrência de dano nas sessões subseqüentes. Essas adaptações são chamadas de Efeito da Carga Repetida (ECR). Esse efeito foi estudado com a realização de apenas duas sessões de exercícios. A velocidade da ação excêntrica também pode contribuir para a variabilidade do dano induzido. O objetivo desse estudo foi investigar através da análise dos indicadores indiretos, creatina quinase (CK), força, dor, circunferência e amplitude de movimento (ADM), o dano induzido por diferentes velocidades da ação excêntrica e o efeito da carga repetida com a realização das diferentes velocidades (60ºs-1 (Exc60) e 180ºs-1 (Exc180)); e verificar se o efeito da carga repetida seria maior com a realização de três sessões de exercícios. Os resultados dos indicadores analisados tiveram alterações semelhantes nos grupos Exc60 e Exc180, sugerindo que as diferentes velocidades parecem não interferir na magnitude do dano induzido. O ECR não foi diferente entre as velocidades, pois o comportamento das variáveis analisadas foi semelhante entre os dois grupos nas duas sessões iniciais. A realização da terceira sessão de exercícios excêntricos não promove o aumento do efeito protetor, visto que não houve diferenças significantes entre a segunda e a terceira sessão. Indicando que o ECR advém principalmente da realização da primeira sessão

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-14082008-145538/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.