Respostas Neuromusculares dos Membros Inferiores Durante Protocolo Intermitente de Saltos Verticais em Voleibolistas

Por: , Caroline Tosini Felicissimo, e Melissa Luiza Moura.

Motriz - v.18 - n.1 - 2012

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar o desempenho e as respostas eletromiográficas dos  músculos Reto Femoral, Bíceps Femoral e Gastrocnêmio Medial durante protocolo de saltos verticais. Participaram 13 voleibolistas do sexo feminino (15,6 ± 0,9 anos). Inicialmente foi realizado um protocolo de  potência máxima (três saltos máximos), seguido do protocolo de resistência de saltos (ciclos de três saltos  máximos em aproximadamente 10 segundos (s) – um salto a cada três s, com recuperação de 15 s). O  tempo de duração do protocolo de resistência foi de 20 minutos. Foi usada a técnica do salto com  contramovimento sem ajuda dos braços, sobre tapete de contato. Para tratamento dos dados os saltos  foram divididos em quatro períodos com 12 ciclos cada um. Os resultados mostraram queda na altura dos saltos de aproximadamente 1,3cm entre os períodos de 1 a 4, sendo que, essa queda foi mais significativa  nos 3º e 4º períodos em comparação ao 1º e 2º. Entretanto, com relação às variáveis RMS e FM, não ocorreu alteração nas respostas eletromiográficas entre músculos e períodos. Concluiu-se, assim, que a  fadiga pode depender de variáveis psicofisiológicas, ao nível do SNC, que também influem no desempenho

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/4257/pdf_165

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.