A Política no Esporte e Lazer: Uma Análise dos Aspectos Simbólicos das Olimpíadas de 1936 e a Copa do Mundo de 1970

Por: Marcelo de Farias Teixeira.

I Simpósio de Educação Física da Unimontes

Send to Kindle


Resumo

O referido projeto tem como objetivo analisar os aspectos simbólicos e de propaganda política governamental dos Jogos Olímpicos de 1936 em Berlim e a Copa do Mundo de futebol de 1970, no contexto do Brasil, e fazer uma comparação entre esses dois eventos esportivos. O esporte como fenômeno social sempre despertou a atenção do Estado tanto em regimes políticos democráticos como antidemocráticos, pois este poderia ser usado como instrumento para atender aos interesses do governo. Dentro desta perspectiva, os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo de Futebol ao serem considerados dentro do contexto do lazer, podem se restringir a uma visão funcionalista de lazer que é contrária aos princípios dos Jogos Olímpicos e aos conceitos dos autores que tratam o tema. O problema seria analisar como e de que forma esses megaeventos foram usados como meio para alcançar a população. Será realizada pesquisa bibliográfica e de campo. A pesquisa bibliográfica tendo como base as ideias de Severino (2007), será efetuada a partir de um levantamento bibliográfico nos sistemas de bibliotecas de algumas universidades públicas e privadas, do Google acadêmico e de revistas especializadas nas áreas de Esporte, Política, História, do Lazer e Humanidades. Para a realização deste levantamento serão consultados livros, dissertações, teses e periódicos. A pesquisa de campo será realizada a partir de entrevistas semiestruturadas.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.