Revitalização dos Espaços de Lazer e Trabalho do Departamento de Educação Física da Universidade Federal do Paraná

Por: Andréia Drula, Bruna Martins Herrans, Gabriela Cardoso Machado, Melissa Rodrigues Crepaldi, e Zenilda Nunes Pires Conssani.

XVIII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e V Conice - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

O Departamento de Educação Física (DEF) está localizado no campus Jardim Botânico da Universidade Federal do Paraná e antes de ser instalado, o prédio abrigava um convento. Isso é confirmado a partir da observação dos espaços do DEF, que ainda possuem algumas características da sua função anterior, como a estátua de uma imagem religiosa em frente à entrada do departamento e os antigos dormitórios que hoje são os gabinetes dos professores. Dessa forma, os aspectos históricos e arquitetônicos podem influenciar as formas de uso de um espaço e também as relações de convívio entre as pessoas que o frequentam. Pode-se deduzir, assim, que a apropriação dos diversos espaços do DEF pelos alunos do curso de Educação Física é dificultada pelo fator histórico e, principalmente, arquitetônico do local, o que torna difícil a construção de um sentimento de pertencimento.
Dessa maneira, pode-se deduzir que a apropriação dos diversos espaços do DEF pelos alunos do curso de Educação Física é dificultada pelo fator histórico e, principalmente, arquitetônico do local. Para melhor compreender a dinâmica da relação indivíduo-espaço observada no local estudado deve-se entender o conceito de apropriação. Neste sentido, a influência que o espaço exerce ao indivíduo, como apontam Rechia e França (2006), é nivelada ao tipo de apropriação que o mesmo tem, sendo que dependendo do sentido e significado que o sujeito atribui ao espaço, este pode se transformar em “lugar”.
Assim, as experiências que o homem vivencia em um espaço são determinantes para que aconteça a transformação deste em lugar, junto com símbolos e referenciais que o identifica como tal, podendo ocorrer uma apropriação do lugar. Porém, não somente individual, mas uma apropriação social, agregando garantias de renovação criativa e olhar crítico (RECHIA, 2003). O que começa como espaço sem significado transforma-se em lugar à medida que o conhecemos melhor e o dotamos de valor a partir de quanto o valorizamos, cuidamos e preservamos.
A partir desse fato, o Grupo de Estudos e Pesquisa em Lazer, Espaço e Cidade (GEPLEC), idealizou o Projeto de Revitalização do DEF que foi realizado em forma de evento no primeiro sábado de março de 2013. Teve o intuito de potencializar os espaços para práticas de socialização e lazer, como também alguns espaços destinados às aulas regulares, visto que o DEF não oferece espaços com estrutura de qualidade para os acadêmicos, professores, funcionários e para a comunidade externa que frequenta o departamento. Dessa forma, o objetivo desse trabalho foi identificar como se deu o processo de Revitalização do DEF e como este projeto pode potencializar as formas de apropriação dos seus espaços.

Endereço: http://cbce.tempsite.ws/congressos/index.php/conbrace2013/5conice/paper/view/5085

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.