Roda de Capoeira: Rito Espetacular

Por: Maira Cesarino Soares.

93 páginas. 2010 05/10/2010

Send to Kindle


Resumo

Esta dissertação toma como objeto a capoeira e sua potencialidade cênica. Com uma aproximação do campo da etnocenologia, o estudo aborda a capoeira e analisa alguns de seus aspectos. Além do referencial teórico consultado, esta pesquisa também se baseou na vivência em rodas e aulas de capoeira do Grupo Bantus Capoeira (do qual do qual a autora é integrante há mais de dez anos), na observação por três semestres da disciplina de Capoeira Angola para alunos de Teatro da UFMG e na participação em rodas de capoeira em Belo Horizonte (MG), Salvador (BA) e Mar Grande (BA). O estudo buscou os próprios mestres de capoeira e alguns estudiosos da área para apresentar a definição e um breve histórico do objeto. Os aspectos cênicos estudados na capoeira foram o jogo, o ritual, o espetáculo, a performance e a improvisação. Para analisar o ritual e o jogo da capoeira utilizou-se como referencial Terrin (2004) e Huizinga (2007). A roda de capoeira foi estudada como um ritual e também como um espetáculo. Os elementos da capoeira que compõem o jogo cênico, suas características espetaculares e performáticas e seus comportamentos rituais foram analisados. Para isso, passou-se pelos conceitos de espetacularidade, teatralidade propostos por Bião (1998, 2007a e 2007b) e performance discutidos por Cohen (2002) e Schechnner (2003). A improvisação cênica e seus princípios apresentados por Johnstone (2000) e Muniz (2006a e 2006b) serviram de referência para o estudo da improvisação no jogo da capoeira. Por fim, este estudo apresenta as possibilidades de liberdade de expressão do corpo por meio da capoeira, usando como referencial o conceito de alegria como aumento de potência.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/JSSS-8BAFR8

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.