Rompendo as Ondas e os Estereótipos: o Surf Feminino Não é Apenas Esporte, Mas Movimento Social e Insulto às Culturas

Por: Ewa Malchrowicz-mośko, Júlia Frias Amato e .

Olimpianos - Journal Of Olympic Studies - v.4 - n.1 - 2020

Send to Kindle


.Resumo

O objetivo deste artigo é demonstrar os fundamentos teóricos dos fenômenos que ocorrem no surf feminino moderno. Ele descreve as barreiras (não apenas religiosas ou culturais) encontradas pelas mulheres que desejam surfar hoje, as quais conhecemos da mídia. As surfistas não apenas quebram as ondas, mas também muitas barreiras e estereótipos socioculturais. Nós caracterizamos barreiras que também podem ser encontradas em regiões onde o surf é tratado como um bem nacional ou como um bom caminho para um estilo de vida saudável.

Endereço: http://olimpianos.com.br/journal/index.php/Olimpianos/article/view/104

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.