Rupturas e Tensões no Processo de Constituição Estrutural do Subcampo Esportivo do Xadrez (1900-1960)

Por: Juliano de Souza e .

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.34 - n.3 - 2012

Send to Kindle


Resumo

No presente artigo nos propomos em abordar, de um ponto de vista sociológico, a “história esportiva” do xadrez de modo a restituir algumas das rupturas e tensões inerentes ao processo de constituição dessa prática como um subcampo esportivo moderno. Mais precisamente, procuramos apresentar algumas das principais transformações estruturais que foram deci- sivas no sentido de a?rmar o caráter de esportividade da prática enxadrística e legitimar os agentes e estruturas responsáveis pela circulação social do enxadrismo no interior do universo de concorrência esportiva. Para esse desiderato, nos valemos de uma pesquisa de caráter histórico-bibliográ?ca realizada com base nas literaturas enxadrísticas. No que se refere ao tratamento teórico e construção dos argumentos, tomamos como ponto de partida algumas contribuições tecidas na teoria sociológica de Pierre Bourdieu.

Endereço: http://revista.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/1030

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.