Sedentarismo, Exercício Físico e Doenças Crônicas

Por: Bruno Gualano e Tais Tinucci.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.25 - n.5 - 2011

Send to Kindle


Resumo

A inatividade física é fortemente relacionada à incidência e severidade de um vasto número de doenças crônicas. Assim sendo, o exercício físico torna-se uma das ferramentas terapêuticas mais importantes na promoção de saúde e o profissional de Educação Física, o responsável por sua ampla disseminação. Nesse artigo, discorremos sobre as seguintes questões: Qual o impacto - biológico e socioeconômico - da inatividade física na saúde dos indivíduos?; 2) Qual o impacto da inserção da atividade física vida dos indivíduos?; 3) Qual o papel da profissional de Educação Física na promoção de saúde e quais os desafios que a Educação Física, enquanto ciência ("lato sensu") e profissão, deve enfrentar nas próximas décadas? Tendo como ponto de partida o papel da inatividade física sobre a etiologia das doenças crônicas, pretendemos revelar o imenso potencial do exercício físico como agente terapêutico.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbefe/v25nspe/05.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.