Seguindo os Princípios Olímpicos: Proposta de Alterações nas Regras Oficiais do Basquetebol Para Uma Participação Adequada das Mulheres

Por: .

0 páginas. 1998

Send to Kindle


Resumo

A busca das mulheres por direitos de igualdade perante aos homens é motivo de notórias controvérsias. No campo esportivo, o Comitê Olímpico Internacional vem demonstrando grande interesse por este assunto, priorizando a promoção da mulher no esporte. Esta pesquisa apresenta uma análise estatística dos dados antropométricos e de aptidão física de duas equipes de basquetebol, os campeões do Campeonato Paulista Adulto Masculino e Feminino, na temporada 1996/1997. Foi realizado uma análise descritiva dos valores, de acordo com o cálculo da média, desvio padrão, máximo e mínimo. Posteriormente, através de estatística inferencial, utilizou-se o Teste de Diferenças de Médias (Teste t), com nível de significância de 5%, efetivando-se o estudo comparativo entre os grupos. Foi constatada uma diferença significativa entre a média dos dados estatísticos avaliados. Este estudo constituiu-se numa primeira etapa e deve, necessariamente, ser ampliado e aprofundado, colocando em prática as modificações nas regras oficiais do basquetebol, sugeridas nesta investigação que visam alterar as mesmas para uma participação adequada das mulheres: ,1. Reduzir a altura do aro em relação ao solo em 25 cm. A regra oficial estabelece a altura do aro em relação ao solo em 3,05m; ,2. Substituir a bola, atualmente comum para os homens e mulheres, pela bola americana feminina, que é menor e mais leve e que é utilizada na Liga Universitária Americana Feminina (NCAA) desde 1984, bem como na Liga Profissional Americana Feminina (WNBA), que recentemente encerrou sua segunda temporada.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=1013&listaDetalhes%5B%5D=1013&processar=Processar

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.