Sem Tempo de Ser Criança: a Pressa no Contexto da Educação de Crianças e Implicações nas Aulas de Educação Física

Por: Aguinaldo Cesar Surdi, e Gilmar Staviski.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.35 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Este texto caminha no sentido de refletir sobre o tempo no processo de educação das crianças, dando destaque ao culto a tudo que é veloz. Procuramos mostrar que a maneira pela qual a sociedade de maneira hegemônica tem percebido o tempo está relacionada com as mudanças mais radicais e menos perceptíveis da nossa modernidade. Na Educação Física, a compreensão fenomenológica do movimento humano ajuda a compreender o brincar e o “se-movimentar”- conceito desenvolvido no Brasil por Kunz (2000) - como as principais possibilidades de respeitar a criança no que ela é e deseja no presente de sua vida e de se posicionar criticamente diante de uma lógica do apressamento do tempo, que faz sucumbir à quantidade em detrimento da qualidade.

Endereço: http://revista.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/1144

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.