Semelhança Somatotipológica Entre Irmãos

Por: André Filipe Teixeira e Seabra, Catarina Margarida da Silva Vasques, José Antônio Ribeiro Maia, Simonete Pereira da Silva e Vitor Pires Lopes.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.8 - n.3 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo visou averiguar a semelhança somatotipológica entre irmãos. A amostra foi constituída por 366 pares de irmãos de ambos os sexos com idades compreendidas entre os 10 e os 18 anos. Foram efectuadas medições de altura; peso; três pregas de adiposidade subcutânea (tricipital, subescapular e supraíliaca); dois perímetros (braquial e geminal) e dois diâmetros (bicôndilo-umeral e bicôndilo-fémural), sendo o somatótipo calculado de acordo com o procedimento de Heath-Carter. Os procedimentos estatísticos utilizados foram os seguintes: coeficiente de correlação de Pearson e correlação canónica, calculados no software SYSTAT 11.0. Os principais resultados foram: (1) os valores de correlação entre irmãs são superiores na endomorfia (r=0,46) e ectomorfia (r=0,40); (2) os rapazes entre si apresentam maior semelhança na componente ectomórfica (r=0,44); (3) na mesomorfia os valores de correlação são moderados tanto para pares de irmãs como para os pares de irmãos rapazes; (4) nos pares de irmãos de sexo oposto os valores de correlação são muito baixos em qualquer uma das componentes do somatótipo (0,07 a 0,27); (5) de acordo com o conceito tridimensional do somatótipo, os resultados da análise canónica (Rc=0,51) indicam uma semelhança somatotipológica superior nos irmãos do sexo masculino. De uma forma geral, os valores de correlação entre os pares de irmãos sugerem uma semelhança somatotipológica moderada.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/3906

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.