Seres Físicos: Estereótipos, Esporte e a Educação Física dos Maori na Nova Zelândia

Por: Brendan Hokowhitu.

Pensar a Prática - v.15 - n.1 - 2012

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho examina como o esporte, a educação pública e a educação física têm contribuído para a supressão dos indígenas maori da Nova Zelândia pela promoção de estereótipos desse povo como seres físicos e pouco inteligentes. O artigo começa
por fornecer uma genealogia histórica do estereótipo físico e selvagem maori. Em seguida, apresentase como este estereótipo é usado para justificar um sistema de educação racista que canalizou os maori a atividades manuais, em oposição a áreas acadêmicas. Mais tarde, foi oferecida inclusão à cultura maori somente dentro de domínios não ameaçadores, como a educação física e os desportos. As ramificações da Educação Física se tornaram a primeira a oferecer aberturas aos maori. Finalmente, eu sugiro que a naturalização dos maori como esportistas contribui para o processo de assimilação maori numa área que destaca sua supostamente inerente
fisicalidade.

Endereço: http://www.revistas.ufg.br/index.php/fef/article/view/18010/10738

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.