Síndrome de Burnout e Nível de Atividade Física em Professores de Educação Física

Por: érick Henrique de Moraes e Mara Laiz Damasceno Antunes.

Lecturas en Educación Física y Deportes - v.22 - n.237 - 2018

Send to Kindle


Resumo

A síndrome de burnout ou síndrome de burnout profissional é um fenômeno psicossocial causado pelo estresse crônico no trabalho. Desta forma, os professores têm sido alvos constantes de estresse devido às funções exercidas pela profissão e pelo ambiente de serviço, além de estarem diretamente ligados aos alunos por longos períodos. O objetivo deste estudo foi verificar a relação entre a síndrome de burnout e o nível de atividade física em professores de Educação Física no ensino fundamental em Siqueira Campos-PR. Este é um estudo correlacional, que investigou 14 professores. Para verificar a presença da síndrome de burnout, utilizou-se o questionário Maslach Inventory Burnout (MIB) e Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) em sua versão curta para avaliar o nível de atividade física. Os dados foram analisados ​​no programa SPSS 20.0 e o teste exato de Fisher foi utilizado. Na amostra classificada como irregularmente ativa, 7 dos 8 professores possuem indicadores para adquirir a síndrome, enquanto aqueles classificados como ativos ou muito ativos, apenas 2 em um total de 6 professores possuem indicadores de burnout. Diante dos resultados obtidos, pode-se considerar que a pessoa menos ativa tem maior tendência a adquirir a síndrome de burnout.

Endereço: https://www.efdeportes.com/index.php/EFDeportes/article/view/64

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.