Síndrome de Burnout em Atletas Infanto-juvenís e Juvenís de Voleibol Feminino Participantes do Campeonato Brasileiro de Seleções

Por: Leandro Rafael Leite, Marcelo de Castro Teixeira, Marco Tulio Silva Batista e Sandro Fernandes da Silva.

Revista da Educação Física - UEM - v.27 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O Voleibol é um dos principais esportes do Brasil e para atingir bons níveis competitivos são necessários muitos treinos, que consequentemente geram desgastes físicos e psicológicos. O resultado deste processo pode ocasionar um estresse crônico nos praticantes, conhecido como Sindrome de Burnout. O presente estudo objetivou investigar a ocorrência desta síndrome em atletas de Voleibol do sexo feminino participantes dos Campeonatos Brasileiros de Seleções nos anos de 2012 e 2013. Foi aplicado o Questionário de Burnout Para Atletas, respondido por 576 jogadoras (M= 16.4 anos, DP= 1.12). Utilizou-se de estatística descritiva de médias e desvio padrão para caracterização da síndrome e o Teste de Correlação Não Paramétrico de Kendall’s tau-b para verificação da correlação entre as dimensões do burnout e o Tempo de Prática (TP). As atletas apresentaram escores médios de 2.01 ±0.53 para burnout total e correlações significativas com TP de sete anos ou mais, além do Geral.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/28924

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.