Síndrome do Burnout Entre Jovens Nadadores: Frequências de Sentimentos Independentes do Gênero e da Categoria de Competição

Por: Breno Quintela Farah, Fernando Pereira Guimarães, Marcos Moura Santos, Marlene Salvina Costa e Saulo Fernandes Melo de Oliveira.

Revista da Educação Física - UEM - v.25 - n.2 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Para verificar a prevalência da síndrome do Burnout em nadadores e comparar as possíveis diferenças nas dimensões do burnout, entre gêneros e categorias de competição, 102 atletas (65 masculinos e 37 femininos; 14 a 19 anos), foram divididos conforme suas respectivas categorias. Os sentimentos do Burnout foram analisados pelo Athlete Burnout Questionnaire. O teste Qui-quadrado foi utilizado para comparar a proporção de atletas expostos ao Burnout Total, exaustão física e emocional (EFE), reduzido senso de realização esportiva (RSRE) e desvalorização da modalidade esportiva (DME), em relação ao gênero e categoria de competição. A análise demonstrou uma exposição de 24.5% ao Burnout total, 35.3 % à EFE, 64.7% ao RSRE e 22.5 % à DME. Não houve diferenças entre gênero e as categorias de competição (P>0.05). A amostra avaliada demonstrou estar exposta às dimensões de sentimentos do burnout; todavia, estes eventos parecem ocorrer independente do gênero e das categorias de competição.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/22177

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.