Sintomas de Distúrbios Osteomusculares em Profissionais de Educação Física, Atuantes em Academias de Florianópolis-sc

Por: Alexsander Vieira Guimarães e Pedro Augusto Mohr.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.33 - n.4 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi verificar os sintomas de distúrbios osteomusculares (SDO) em professores de academias e sua associação com jornada de trabalho, sexo e função exercida. O estudo foi do tipo transversal e contou com a participação de 54 professores. Os SDO foram verificados através do Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares. A média de idade foi de 31,2 (± 6,9) anos. Verificou-se que 41 (75,9%) professores relataram SDO em pelo menos uma região anatômica nos últimos 12 meses e 25 (46,3%) nos últimos sete dias. Trabalhar mais de oito horas/dia e exercer duas ou mais funções apresentaram relação positiva com SDO na “parte inferior das costas”. Apesar deste profissional pregar a saúde e bem-estar físico, a prevalência de SDO foi alta e semelhante com a de outras profissões.

Endereço: http://revista.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/1091

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.