Sobrecarga Hídrica Como Complicação Sistêmica na Venóclise

Por: Alex Poli Cassiano, José Wagner Macêdo de Alcântara, Solange Regina Luiz, Taisa Lourencetti Giroto e Vanessa Denardi Antoniassi Baldissera.

Arquivos de Ciências da Saúde da Unipar - v.8 - 2004

Send to Kindle


Resumo

Há mais de cinco décadas, a enfermagem vem se aprimorando no conhecimento científico, buscando desenvolver um trabalho com autonomia ao cuidar do ser humano holisticamente.A interação enfermeiro paciente é a principal ferramenta para que o tratamento seja integral, haja vista a dependência do paciente ao cuidado da enfermagem. A enfermagem como ciência, implica no cuidar através de condutas e entre estes, a administração de medicamentos que deverá ser realizado com a máxima atenção e sob prescrição médica, a fim de evitar prejuízos à saúde do paciente. A simples venóclise, que é a infusão de líquidos pela veia, seja por finalidade medicamentosa ou de reposição hídrica, deverá ser executada com normas técnicas e utilizando princípios científicos da anatomia, fisiologia, microbiologia, farmacologia, biologia e patologia, com vistas à prevenção de complicações que podem atingir fatalmente a vida do paciente. O presente trabalho, escrito na forma do artigo de revisão, tem por objetivo fundamentar a sobrecarga hídrica na venóclise, e apresentar o papel do enfermeiro. PALAVRAS-CHAVE: complicação sistêmica; condutas de enfermagem; sobrecarga hídrica; venóclise.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.