Sobrepeso, Atividade Física e Tempo de Televisão Entre Adolescentes de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil

Por: Robert M. Malina e Rosane Carla Rosendo da Silva.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.11 - n.4 - 2003

Send to Kindle


Resumo

O nível de atividade física (AF) e o tempo de assistência à televisão (TV) têm sido associados com a ocorrência de sobrepeso/obesidade (SP). Essa relação foi investigada com uma amostra de adolescentes de Niterói, RJ (N=323, 38% meninos). SP foi determinado em 8,7% da amostra por valores de IMC ³ percentil 850 para sexo e idade (Himes & Dietz, 1994). AF foi avaliada por uma versão modificada do questionário de Crocker et al. (Silva & Malina, 2000), no qual foi incluída uma questão sobre a média de TV (h/dia). Regressão logística foi utilizada para identificar os efeitos da AF e da TV sobre SP controlando para idade, sexo e maturação sexual, já que influenciam o acúmulo de gordura em adolescentes e explicou 18,7% da variância. AF foi inversamente proporcional ao SP (r= -0,07, OR=0,45), porém não significativa (p>0,05). Por outro lado, TV mostrou-se associada ao SP (r=0,12, OR=1,17, p<0,05). O SP ocorreu em indivíduos que assistem TV ³3 hs/dia (p<0,05). Sugere-se que programas de promoção de saúde e atividade física incluam a redução do tempo de TV como medida de prevenção do sobrepeso. PALAVRAS-CHAVE: sobrepeso, adolescente, atividade física, tv.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.