Suplementos Alimentares e Anabolizantes: Motivos Para Uso Entre Praticantes de Atividade Física Supervisionada

Por: F. P. Barbosa e M. C. Zanetti.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

Atualmente, observa-se grande importância social quando se fala em beleza corporal, no qual muitos indivíduos acabam sofrendo diversas influências para conquistarem o tão almejado corpo. Tal prática antes observada principalmente entre as mulheres parece ganhar campo no time masculino, já que, com o passar do tempo os homens também começaram a se preocupar com seus corpos, o que também ajuda a explicar o aumento significativo deste público nas academias de ginástica e musculação. Porém, como forma de aumentar o rendimento e o volume muscular, muitos homens vêm fazendo uso de recursos ergogênicos, tais como suplementos alimentares e/ ou esteróides anabólicos. Diante do exposto, o objetivo desse trabalho foi verificar o uso de tais substâncias por parte de praticantes de atividade física supervisionada e quais os motivos que os levaram a tal comportamento. A amostra do presente estudo foi composta por 50 indivíduos do sexo masculino com idades variando entre 18 a 38 anos (25,22±5,49). A coleta de dados ocorreu em 3 (três) academias da cidade de Santa Cruz das Palmeiras-SP entre os meses de setembro a dezembro de 2013. O instrumento para coleta de dados foi um questionário composto por questões abertas e fechadas, porém nesse trabalho foram analisadas apenas as questões: "Você já fez uso de suplementos e/ou drogas anabolizantes?" e "Caso você tenha feito ou faz, quais foram/são seus objetivos ao fazer uso desse tipo de suplemento e/ou droga anabolizante?". Como resultado constatamos que dos 50 participantes da pesquisa 44% (22 pessoas) relataram não fazer uso de tais substâncias, 42% (21) afirmaram fazer uso, 12% (6) sim, mas que não fazem mais uso e 2% (1) não, mas que pensa em fazer. Em relação aos motivos que os levaram a fazer uso de alguma substância são: 55,1% (16 pessoas) ganho de massa muscular, 13,7% (4) melhorar a carga dos exercícios, 6,9% (2) fornecimento de energia, 6,9% (2) definir, 6,9% (2) queimar gordura, 3,5 (1) ganhar peso, 3,5(1) reposição de proteína e 3,5 (1) acelerar os resultados. Tais achados confirmam alguns resultados previamente descritos na literatura em relação aos motivos que levam os praticantes de atividades físicas a fazerem uso de suplementos alimentares e/ou drogas anabolizantes. Porém, faz-se necessário que os profissionais que estão ligados diretamente com este público sejam capacitados para fornecerem as devidas informações, já que muitas vezes os indivíduos fazem uso de substâncias de forma indiscriminada e leiga, provocando assim uma série de problemas clínicos como: aumento da pressão arterial, da frequência cardíaca, agitação, alteração de humor e por vezes problemas com consequências fatais. Há também necessidade de pesquisas mais aprofundadas neste tema, além de trabalhos de conscientização nesses ambientes. Apoio: PIBIC/CNPq UNIP.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2016 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.