Suporte Parental Percebido, Motivação Autodeterminada e Habilidades de Enfrentamento: Uma Abordagem de Modelos de Equações Estruturais

Por: Joao Ricardo Nickenig Vissoci, José Luiz Lopes Vieira, José Roberto Andrade do Nascimento Junior, e Leonardo Pestillo de Oliveira.

Revista da Educação Física - UEM - v.24 - n.3 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo investigar as relações de predição entre o Suporte Parental (SP) e as estratégias de enfrentamento (ICE), mediadas pela motivação autodeterminada. Participaram do estudo 126 atletas de futebol de campo com idades entre 13 e 20 anos, de um clube de futebol de campo do Paraná. Os instrumentos utilizados foram: Escala de motivação para o esporte, Inventário de habilidade atléticas de coping, Escala de suporte parental. Para analise estatística utilizou-se o Modelo de Equações Estruturais. O resultados evidenciaram bom ajuste do modelo proposto, e trajetórias significativas entre todas as variáveis. O SP influenciou forte e positivamente a motivação intrínseca (MI) e de media e negativamente a motivação extrínseca (ME). O ICE foi predito positivamente pela MI e negativamente pela ME. Conclui-se que a motivação autodeterminada é determinante para o suporte parental predizer as capacidades psicológicas de enfrentamento no contexto do futebol de campo.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/17016

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.