Survey Regional Sobre Crescimento e Desenvolvimento : Relações com Maturação, Sobrepeso e Obesidade, Nível Socioeconômico e Desempenho Motor

Por: Edilson Hobold.

2013 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve o objetivo de analisar, em escolares de ambos os sexos, de seis a 17 anos de idade, residentes nos municípios lindeiros ao lago de Itaipu, no extremo oeste paranaense, o crescimento e o desenvolvimento humano e suas respectivas relações com a maturação, com o sobrepeso e a obesidade, com o nível socioeconômico e com o desempenho motor. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da FCM/UNICAMP, Parecer CEP Nº 370/2011. Foram selecionadas de forma probabilística estratificada 5.962 crianças e adolescentes de ambos os sexos, sendo 3.024 do sexo feminino e 2.938 do sexo masculino, estudantes de escolas públicas de 11 municípios. Avaliou-se o nível socioeconômico, a antropometria (massa corporal, estatura, altura tronco-cefálica e dobras cutâneas tricipital e subescapular). Calculou-se o Índice de Massa Corporal, o Percentual de Gordura e o Pico de Velocidade de Crescimento (PVC). O desempenho motor foi avaliado pelos testes de salto horizontal, sentar e alcançar, flexão e extensão de braços no solo e vai-e-vem de 20m. Para a criação do banco de dados e a realização das análises estatísticas foi utilizado o programa estatístico SPSS for Windows - versão 11.5. Como tratamento estatístico utilizou-se: estatística descritiva, teste de normalidade K-S (Kolmogorov-Smirnov), ANOVA One-way, "post-hoc" de Tukey, ANOVA Two way, "post-hoc" de Sheffé, cálculo de regressão logística "odds ratios" (OR), correlação de Pearson (r) e regressão múltipla (stepwise). Em todas as análises adotou-se o nível de significância estatística menor ou igual a 5%. A tese foi elaborada no modelo escandinavo com um artigo de revisão e três artigos originais, intitulados: 1) Prevalência de sobrepeso e obesidade de crianças e adolescentes no Brasil: uma revisão sistemática; 2) Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares: relações com nível socioeconômico, sexo e idade; 3) Pico de velocidade de crescimento associado à antropometria e composição corporal de escolares; 4) Pico de velocidade de crescimento como alternativa de classificação da maturação somática associado ao desempenho motor de escolares. Os resultados mostraram que: 1) Apesar das diferenças metodológicas, a maioria dos estudos apresentou valores bastante elevados de prevalência de sobrepeso e obesidade. Mais de 70% dos estudos analisados mostraram prevalências superiores a 20%, sendo mais elevada nos rapazes e de forma homogênea em todas as regiões do país. 2) As prevalências de sobrepeso e obesidade foram consideravelmente maiores nos escolares de famílias de maior poder aquisitivo e os valores observados foram altos indicando que existe um comportamento parecido com o observado em outras regiões do país. 3) Os resultados indicaram uma crescente evolução das variáveis antropométricas e de composição corporal à medida que os escolares avançaram na viii maturação. O uso do PVC como alternativa de classificação da maturação somática é indicado. 4) Quando foi considerado o PVC como indicador de maturação somática, encontrou-se uma melhor explicação para o desempenho motor dos escolares, superando os valores encontrados nas comparações por idade cronológica. A classificação da maturação pelo PVC isoladamente pôde explicar a maior variabilidade verificada nos testes motores. Sugere-se o desenvolvimento de intervenções "in loco" visando combater ou minimizar os problemas aqui detectados.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000918228&opt=1

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.