Estudo das Condições Sanitárias das águas de Piscinas Públicas e Particulares, Na Cidade de Araraquara, SP, Brasil.

Por: Clara Pechmann Mendonça e Suzana Debora Ruff.

Revista de Saúde Pública - v.12 - n.2 - 1978

Send to Kindle


Resumo

Levando-se em consideração que a natação é um exercício excelente para a saúde e tem sido um esporte preferido por pessoas de várias idades de ambos os sexos; e que a massa líquida, contida em tanques, pode veicular doenças, procurou-se estudar as condições sanitárias de algumas piscinas públicas e particulares da Cidade de Araraquara, SP (Brasil). Em 36 tomadas de amostras de águas de piscinas públicas e 22 de piscinas particulares, constatouse que, embora recebendo tratamento específico, elas não mantêm os níveis de cloro suficiente para impedir a proliferação de bactérias, algumas das quais perigosas para a saúde dos freqüentadores. Verificou-se que os níveis de cloretos estavam altos, indicando contaminação das águas por urina ou mesmo suor do corpo, e concluiu-se que o banhista deveria receber instruções a respeito. UNITERMOS: Piscinas. Água, análise. 

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101978000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.