Taekwondo em Porto Alegre (1970): Relações e Tensionamento

Por: e Juliano Lopes da Costa.

XV Congresso de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

O Taekwondo é uma prática de luta, originária da península coreana, difundida em várias regiões do mundo. Foi trazida para o Brasil por coreanos que fundaram seus próprios estabelecimentos em São Paulo (MARTA, 2004). No Rio Grande do Sul, o Taekwondo, na década de 1970, consta na lista das práticas esportivas da Federação Riograndense de Pugilismo (ASSMAN; CARMONA; MAZO, 2014). O objetivo do estudo é investigar como aconteceu o advento do Taekwondo no RS na década de 1970. Foi realizada uma revisão de literatura, e as informações foram interpretadas a partir da Nova História Cultural (BURKE, 2005). Dentre as práticas de luta, o boxe talvez tenha sido a primeira a ser introduzida no estado, sendo praticado desde a metade da década 1910. No Rio Grande do Sul, vestígios apontam a introdução do Taekwondo em 1974, quando o coreano Yung Man Kim se estabeleceu em Porto Alegre (SANTOS; et al., 2012), onde já havia a prática de Karatê, Kung-fu e Judô. O advento tardio do Taekwondo no estado permitiu que fossem mantidas nomenclaturas de golpes, cerimônias em aula, e contagem de exercícios na língua coreana. As relações entre as práticas de luta orientais presentes em Porto Alegre, na década de 1970, com históricos conflitos nacionais, permearam a chegada do Taekwondo ao estado (AIRES, et al., 2017). Entretanto, ao que se sabe, apesar destes possíveis tensionamentos, as mesmas coexistiram sem conflitos.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.