Tai-chi-chuam, Uma Ginástica ou Dança? Experiência Não Formal em Educação Física Escolar

Por: Saio Tavaler.

IX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

1.   Objetivos: A intenção básica dessa experimentação de uma forma geral, foi o de pesquisar o nível de aceitabilidade da prática do "TAI-CHI-CHUAM" por alunos de uma Escola Municipal do Rio de Janeiro. 

2.   Metodologia: 1. Foram utilizados questionários/inventários de perguntas do tipo fechado a alunos e Professores do mesmo Estabelecimento de Ensino; 2. Foram ministradas 10 (dez) aulas de Tai-Chi-Chuam dentro da grade escolar.

3.   Resultado: Embora constatado, que quase a totalidade dos alunos desconheciam a prática do Tai-Chi-Chuam, 26 meninos e 14 meninas, mostraram-se favoráveis em praticar esta nova modalidade.

4.   Conclusões: Afora os problemas inerentes e existentes no dia a dia escolar, conseguimos reforçar nossa hipótese de convivência de práticas corporais não formais com as formais.

A deselitização de práticas como fator de enriquecimento cultural, sugerem alternativas para os novos "andarilhos pedagógicos".

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.