Taxa de Sudorese Após Treinamento Intervalado de Alta Intensidade Usando Peso Corporal

Por: Alexandre Fernandes Machado, Alexandre Lopes Evangelista, Cauê Vazquez La Scala Teixeira e João Marcelo de Queiroz Miranda.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.24 - n.3 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A prática de atividade física eleva a temperatura corporal, aumenta a taxa de sudorese e acelera a perda de líquidos durante o exercício, com consequente prejuízo no desempenho do exercício. Entretanto, os estudos que utilizam o método de treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) e seus efeitos sobre as taxas de suor e hidratação ainda não são conclusivos. Objetivos: O objetivo desse estudo consistiu em avaliar a sudorese e a perda de água durante uma sessão de HIIT, utilizando o peso corporal, em universitários saudáveis. Métodos: Vinte indivíduos (31 ± 07 anos) foram distribuídos em dois grupos: grupo ativo (GA) e grupo inativo (GI). O protocolo de HIIT utilizando o peso corporal consistiu em uma única sessão com estímulos 1:1, sendo: 30” com intensidade “all out”, utilizando os exercícios de polichinelo, mountain climber, burpee e squat jump com recuperação passiva de 30”, totalizando 20 minutos de exercícios. Para fins de comparação, após 48 horas todos os indivíduos foram submetidos ao protocolo de exercício contínuo com intensidade correspondente a 75% da frequência cardíaca máxima durante 40 minutos. A intensidade da sessão foi monitorada continuamente, a cada 30”, utilizando a escala de percepção de esforço para ambos protocolos. Para garantir o estado de normoidratação todos os indivíduos ingeriram 500 ml de água, 120 minutos antes da sessão de treinamento. Resultados: Foram encontradas diferenças significativas (p = 0,01) na massa corporal após a realização do protocolo HIIT quando comparada à sessão moderada tanto nos grupos ativos (HIIT: -0,60 ± 0,29 kg, Moderado: -0,26 ± 0,12 kg) como inativos (HIIT: -0,92 ± 0,30 kg, Moderado: -0,26 ± 0,26 kg), no entanto, não foram encontradas diferenças entre os grupos. Os valores absolutos da taxa de sudorese comparados às atividades moderadas e HIIT em uma única sessão tanto nos grupos inativos (Moderado: 10,55 ± 10,59 ml/min, HIIT: 28,90 ± 13,88 ml/min) como ativos (Moderado: 9,60 ± 4,52 ml/min, HIIT: 26,00 ± 15,06 ml/min) foram diferentes entre os tipos de exercício, mas não entre os grupos. Conclusões: A taxa de sudorese é influenciada pela intensidade do exercício, sendo maior após o HIIT do que após sessão de exercício moderada. Entretanto, a variação da taxa de sudorese não é afetada pelo nível de atividade física dos indivíduos. Nível de Evidência II; Estudos diagnósticos - Investigação de um exame para diagnóstico.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922018000300197&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.