Tecendo Tramas na Aprendizagem: Um Estudo Sobre Crianças Excluídas na Escola

Por: .

2008 10/06/2008

Send to Kindle


Resumo

Além do Brasil, em diversos países, o fracasso escolar tem se constituído em um dos maiores desafios educacionais. É comum crianças fracassarem diante das exigências impostas pela escola, e serem classificadas como portadoras de Dificuldades de Aprendizagem (DA). Na literatura disponível, o tema é abordado em diferentes áreas, o que torna este problema um emaranhado de argumentos contraditórios. Ao considerar que a aprendizagem sofre a influência de inúmeras variáveis, constituindo-se não só em uma característica inata do ser humano, torna-se ainda mais complexo o campo de investigação das DA. Contrapondo-se a suposições que limitam a inteligência humana a situações de fracasso ou êxito, Gardner (2000) propõe a Teoria das Inteligências Múltiplas, a qual reconhece a pluralidade do intelecto das crianças, principalmente daquelas que apresentam DA no contexto escolar. O presente estudo tem como objetivo investigar a possibilidade de ampliar a aquisição, manifestação e expressão do conhecimento, por parte das crianças classificadas como portadoras de DA no contexto escolar, utilizando a Inteligência Corporal Cinestésica como rota de acesso no processo de ensino aprendizagem. A amostra é delimitada nesse estudo por um grupo de treze alunos que estão na quarta série do ensino fundamental de uma Escola Estadual da rede pública de ensino do Estado de São Paulo, os quais foram declarados pela equipe docente e administrativa da escola, como portadores de DA. Partindo das análises bibliográficas sobre aprendizagem, DA e Inteligência, foram realizadas propostas pedagógicas de ensino, por meio de situações problemas, com ênfase no trabalho motor, visando estimular as Múltiplas Inteligências das crianças. As atividades foram desenvolvidas pela professora de Educação Física e pesquisadora, constando de três aulas semanais, de aproximadamente sessenta minutos, fora do período de aula das crianças, nas dependências na Unidade Escolar, totalizando quarenta e uma aulas. Por meio dos dados levantados em entrevistas, e observações buscou-se levantar indícios de possíveis facilitações na aquisição, expressão e manifestação do conhecimento por parte desses alunos. Ao revelar os indícios a indisciplina, a motivação, o medo de errar, a falta de expressividade, o conformismo dos pais, a hiperatividade, a carência afetiva, a falta de envolvimento da família e a falta de interação entre professor-aluno surgiram como sinais que favorecem a DA. Quanto às atitudes pedagógicas e administrativas dos sujeitos frente às DA são apontadas às questões referentes ao conteúdo programático, a falta de apoio da escola e o encaminhamento dos alunos com DA para psicólogos. Após o período das Intervenções Pedagógicas tornou-se possível perceber que a motivação, a indisciplina, a interação professor-aluno, a auto-estima e a expressividade melhoraram consideravelmente. Além disso, o compromisso, a criatividade e a assiduidade surgiram como indícios que influenciam na aprendizagem, construídos no percurso da realização das Intervenções Pedagógicas.

Endereço: http://www.usjt.br/biblioteca/mono_disser/mono_diss/2009_079_silva.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.