Tempo, Consumo e Prácticas Desportivas

Por: Maria da Graça S. Guedes e Wenceslau Leães Filho.

VI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo pretende analisar a maneira como a aceleração atual do tempo influencia o consumo e modifica as práticas desportivas . A obsessão da "sociedade moderna" de não perder tempo e considerar que "time is money" tem neurotizado de tal maneira a vida que a pressa aderiu basicamente a todas as nossas práticas cotidianas. As sociedades primitivas não conhecem e não fazem questão de tempo e dinheiro pois para elas esses dois cultos modernos simplesmente não existem. Nelas, o cotidiano e a complexidade das relações se processam segundo normas e padrões estabelecidos pela tradição inquestionável. Na sociedade moderna, no entanto, tempo é trabalho, tempo se consome e se vende, tempo é signo de status, tempo é mercadoria, tempo é dinheiro, enfim.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.